Alta adesão de municípios ao Censo das UBS marca retomada do diagnóstico após 12 anos, aponta Ministério da Saúde

O interesse dos municípios brasileiros em participar do Censo das Unidades Básicas de Saúde (UBS) foi destacado pelo Ministério da Saúde, que informou que 94% das cidades manifestaram interesse na realização do levantamento. O órgão ressaltou que, mesmo diante das dificuldades enfrentadas por algumas localidades, como no Rio Grande do Sul, devido às enchentes que atingiram o estado, a adesão ao censo foi significativa.

O levantamento aponta que, até o momento, 125 municípios de outros estados ainda não aderiram ao censo, mas há a expectativa de que mais cidades adiram até o prazo final, estabelecido para 31 de julho. A pasta ressaltou que a alta adesão ao censo representa um marco, pois após 12 anos o diagnóstico desse tipo de serviço está sendo retomado.

A proposta do censo é aprimorar a Política Nacional de Atenção Básica (Pnab) e fortalecer programas de investimento na atenção primária, com o objetivo de garantir um acompanhamento adequado e qualificado no Sistema Único de Saúde (SUS). A iniciativa busca identificar as demandas e desafios enfrentados pelos profissionais e gestores das UBS, além de orientar soluções para os principais obstáculos que dificultam o acesso, a qualidade e a integralidade dos serviços prestados.

O governo federal pretende coletar dados sobre a composição das equipes de saúde, as condições de infraestrutura, a saúde digital, o acesso a métodos diagnósticos, medicamentos, saúde bucal, atuação dos agentes comunitários de saúde e a coordenação do cuidado integrado à rede de atenção. O levantamento será realizado por meio de um questionário online na plataforma e-Gestor AB, com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias municipais de Saúde (Conasems).

A participação no censo é voluntária e não está vinculada a incentivos financeiros, mas o ministério destaca a importância da adesão para garantir informações sólidas. As UBSs que participarem estarão contribuindo para elevar o padrão da atenção à saúde no SUS, promovendo um futuro mais saudável e equitativo para todos no Brasil.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo