Revitalização da região da rua Santa Ifigênia inicia obras para se tornar “Rua dos Eletrônicos” após série de ataques.

A região da rua Santa Ifigênia, em São Paulo, tem sido alvo de uma série de ataques a lojas nos últimos meses, o que tem gerado preocupação entre os comerciantes e moradores locais. Diante desse cenário, a prefeitura lançou um projeto de revitalização para transformar a região na “Rua dos Eletrônicos”.

Nesta quarta-feira (12), o prefeito Ricardo Nunes, que concorre à reeleição, esteve presente na região central da cidade para acompanhar o início das obras de revitalização. A região da Santa Ifigênia foi ocupada por usuários de drogas após a dispersão da cracolândia nas ruas do centro, ocorrida após uma operação policial que desmantelou a feira de drogas na praça Princesa Isabel em maio de 2022.

A presença dos usuários de drogas na região tem afetado diretamente o comércio local, levando ao fechamento de diversas lojas por questões de segurança. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, os registros de roubos na região central caíram 80% em março deste ano, em comparação com o ano anterior.

As obras de revitalização na rua Santa Ifigênia incluem o alargamento das calçadas, elevação de cruzamentos, criação de espaços de permanência com mobiliário urbano e novo paisagismo. O trecho entre as avenidas Cásper Líbero e Ipiranga será o primeiro a passar pelas melhorias, com previsão de entrega em até um ano e custo estimado em R$ 7 milhões.

Além disso, outras regiões da cidade também estão previstas para passar pelo mesmo processo de revitalização e se tornarem ruas temáticas, como a General Osório (Rua das Motos) e a São Caetano (Rua das Noivas). Para os comerciantes da Santa Ifigênia, as melhorias anunciadas representam um novo momento e a esperança de transformar a região em um polo tecnológico em São Paulo.

Dessa forma, a iniciativa da prefeitura em revitalizar a região da Santa Ifigênia surge como uma resposta aos desafios enfrentados pelos comerciantes locais e a comunidade, buscando não apenas melhorar a segurança, mas também estimular o desenvolvimento e o crescimento econômico da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo