Chuvas intensas causam desabastecimento e caos em cidade do RS a 160 km de Porto Alegre, com filas em supermercados

A cidade de Vera Cruz, no Rio Grande do Sul, com uma população de 30 mil habitantes, localizada a 160 km de Porto Alegre, está enfrentando um cenário de agitação e preocupação devido às fortes chuvas que têm atingido o município nos últimos dias. Com as estradas interditadas em função dos temporais, o desabastecimento tornou-se uma realidade temida pela população local.

Na manhã desta quinta-feira (2), os supermercados da cidade registraram filas na entrada, com os moradores se antecipando para garantir o abastecimento de alimentos e outros produtos essenciais. A situação se tornou tão crítica que os estabelecimentos estão racionando a quantidade de itens que cada cliente pode adquirir.

A sócia de um dos principais supermercados da cidade, Cristilene Soder, relatou a necessidade de dividir os produtos entre os consumidores para atender a todos. Enquanto isso, outros setores do comércio enfrentam queda nas vendas, como é o caso da Pauli Informática, que registrou uma redução de 60% a 70% no movimento de clientes.

Além da escassez de alimentos, a cidade também está sofrendo com a falta de combustíveis, com diversos postos sem previsão de reabastecimento. A situação se agrava com a interrupção dos serviços de internet móvel e de energia elétrica em algumas áreas, além do fechamento das escolas.

Os moradores têm enfrentado diversos transtornos, desde a incerteza sobre a situação de familiares até a dificuldade de realizar tarefas básicas, como lavar roupa. A prefeitura está mobilizando esforços para restabelecer o acesso à cidade, com a realização de obras para reparar estradas danificadas e garantir a segurança da população.

O prefeito Gilson Becker destacou a importância de superar os desafios causados pelas chuvas intensas, garantindo que a situação está sendo monitorada e medidas estão sendo tomadas para normalizar a vida dos moradores. Com a colaboração de todos, espera-se que Vera Cruz consiga se recuperar e voltar à normalidade o mais rápido possível.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo