Sindicalista Creuza Oliveira recebe título de Doutor Honoris Causa da UFBA em reconhecimento à luta das trabalhadoras domésticas

A sindicalista Creuza Oliveira, de 66 anos, recebeu na última sexta-feira (24) o título de doutor honoris causa da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em entrevista à jornalista Mara Régia, apresentadora do programa Viva Maria, da Rádio Nacional da Amazônia, Creuza destacou a importância deste reconhecimento, não apenas para ela, mas como uma homenagem à luta histórica das trabalhadoras domésticas.

Ela ressaltou a importância da luta da categoria ao longo dos anos e fez referência a outras mulheres que também se destacaram nesta luta, como dona Laudelina de Campos Melo, Nair Jane de Castro Lima, Lenira Carvalho, Mila Cordeiro e Isabel Cleiton. Creuza enfatizou que o título recebido é uma representação de toda essa luta histórica da categoria e sua luta por direitos, dignidade, cidadania e políticas públicas para trabalhadoras domésticas.

Atualmente, Creuza é presidenta de honra da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), secretária de Formação Sindical e de Estudos do Sindicato dos Trabalhadores Domésticos da Bahia (Sindoméstico/BA) e coordenadora-geral do Instituto 27 de Abril (IEC).

A condecoração foi resultado de um memorial preparado por um grupo coordenado pela professora Elisabete Pinto, do Instituto de Psicologia (IPS) da UFBA. Outros participantes incluíram a professora e pesquisadora visitante emérita da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Mary Garcia Castro, representantes da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a deputada estadual Olívia Santana, o jornalista Pedro Castro, um juiz do Trabalho e membros do instituto de Psicologia da UFBA.

Elisabete Pinto, coordenadora do memorial, descreve Creuza de Oliveira como uma “intelectual orgânica” que conseguiu organizar as mulheres negras de todo Brasil em torno da questão laboral. Ela destacou que Creuza é doutora porque logrou conquistar os direitos humanos das trabalhadoras domésticas.

Este título representa não apenas um reconhecimento para Creuza Oliveira como indivíduo, mas também uma homenagem a toda a luta histórica das trabalhadoras domésticas. O evento coroou a Semana da Consciência Negra e reforçou a importância da luta por direitos e dignidade para as trabalhadoras domésticas. A entrevista completa pode ser ouvida no site da Rádio Nacional da Amazônia.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo