Representantes de 3 nações iniciam corrida por prêmio de R$ 200 mil na renomada Festa do Peão de Barretos.

O maior prêmio da temporada nacional de rodeios estará em jogo a partir desta quinta-feira (24) no Barretos International Rodeo, principal atração da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. Neste ano, a competição internacional completa 30 anos e contará com peões do Brasil, México e Estados Unidos disputando um prêmio de US$ 40 mil (cerca de R$ 200 mil) e a chance de escrever seus nomes na história do rodeio brasileiro.

Conhecida por consagrar azarões na arena, a festa de Barretos é considerada a mais tradicional do gênero no país. No entanto, competidores estrangeiros geralmente não têm muitas chances de conquistar o título. O tricampeão mundial Adriano Moraes, maior ídolo dos peões brasileiros, nunca venceu a disputa no estádio de rodeios projetado por Oscar Niemeyer. Em entrevista no primeiro dia de competição, Moraes expressou sua frustração por nunca ter conquistado o evento.

Até o momento, apenas dois peões estrangeiros conseguiram vencer o Barretos International Rodeo: Tuff Hedeman (EUA), em 1993, e Ted Wad Flora (EUA), em 2012. No entanto, é importante ressaltar que no caso de Hedeman, o título foi conquistado em um ano com dois campeões, um seguindo as regras brasileiras da época e outro com as regras norte-americanas.

Além do rodeio internacional, a festa de Barretos conta com outras duas competições: a PBR, vencida pelo goiano Jean Pereira, e a LNR, cujo campeão será conhecido no sábado (26). A festa deste ano também terá mais de cem shows distribuídos em cinco palcos e espera receber um público total de 900 mil visitantes.

No entanto, o rodeio também tem sido alvo de críticas por parte de associações de proteção animal, que alegam existir maus-tratos aos animais nas arenas brasileiras. Essas entidades afirmam que o sedém e a espora machucam os animais e que há muitas lesões nos touros. Por sua vez, a organização de Barretos argumenta que o sedém utilizado é de algodão e não causa lesões ou dor aos animais. As queixas em relação ao som alto e à iluminação das arenas, que estressariam os animais, também são negadas pelas organizações do evento.

Em relação às regras das montarias em touro, o objetivo para o peão é permanecer montado por oito segundos para pontuar. O peão deve usar apenas uma mão na montaria e é desclassificado se encostar a outra no touro. Além disso, não é permitido “enroscar” a espora na corda para buscar firmeza. Para garantir a segurança do animal, a utilização de espora pontiaguda é proibida. Já para os peões, é comum utilizar coletes e capacetes para se protegerem durante as competições.

A Festa do Peão de Barretos é um evento muito tradicional e famoso no Brasil, atraindo competidores de diferentes países e um público massivo de fãs e entusiastas desse esporte. A competição internacional deste ano promete trazer muita emoção e rivalidade entre os peões, que lutam não apenas pelo prêmio em dinheiro, mas também pelo reconhecimento e prestígio no mundo do rodeio.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo