Homem é preso por estupro de filha adotiva de 9 anos na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Na manhã desta quarta-feira (03), a polícia civil da 16ª DP, localizada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, realizou a prisão de um homem acusado de estuprar sua filha adotiva quando ela tinha apenas 9 anos de idade. A captura do autor aconteceu enquanto ele estava trabalhando em uma obra em um condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da capital.

As informações que levaram à prisão do acusado foram obtidas pelo Setor de Inteligência da delegacia. De acordo com as autoridades, o crime ocorreu em 2019, no bairro de Guaratiba, na mesma região. Na época, o acusado e sua companheira estavam no processo final de adoção de um casal de irmãos, fazendo parte de um programa social de família acolhedora.

A situação veio à tona quando a mulher do acusado chegou em casa e flagrou o homem abusando sexualmente da menina. Diante do flagrante, ele iniciou uma briga e conseguiu fugir do local. A Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Campo Grande realizou investigações que apontaram que a criança foi vítima de abuso por pelo menos dois meses, período em que passou a apresentar comportamento agressivo e arredio. O autor aproveitava-se dos momentos em que ficava a sós com a menina para cometer os abusos.

O caso chocou a comunidade local e gerou revolta. A prisão do acusado representa um passo crucial para garantir que a justiça seja feita e que a vítima receba o suporte necessário para se recuperar desse trauma. A polícia ressaltou a importância do trabalho do Setor de Inteligência da delegacia para a resolução desse caso.

A identidade do acusado não foi divulgada, mas ele deverá responder pelo crime de estupro de vulnerável. As autoridades garantiram que o caso será acompanhado de perto para garantir que todas as medidas legais sejam tomadas e que a vítima receba o suporte necessário. A prisão do acusado representa mais um avanço na luta contra a violência sexual, demonstrando que casos como esse não serão tolerados.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo