Homem é preso por agredir filhote de cachorro até deixá-lo paraplégico no Rio de Janeiro

Nesta quinta-feira (23), um homem de 44 anos, identificado como Luís Augusto Freitas Barreto, foi preso pela polícia do Rio de Janeiro por maus-tratos a animais. A denúncia chegou à Prefeitura da cidade, que encontrou um filhote paraplégico em Bangu, vítima de violência por parte do agressor.

De acordo com testemunhas, Luís Augusto teria agredido o animal com pauladas até que ele perdesse o movimento das patas traseiras. O cachorro, batizado como Francisco, precisará passar por uma cirurgia na coluna para tentar recuperar sua mobilidade. Além disso, a polícia também resgatou outros dois cães, um deles acorrentado, e quatro gatos na residência do agressor.

Luís Augusto já possui histórico criminal, com passagens por violência contra a mulher e furto. Após a denúncia de maus-tratos aos animais, a Secretaria de Proteção e Defesa dos Animais, com o apoio da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, conduziu o agressor até a Cidade da Polícia, onde foi detido.

Os animais resgatados foram levados para o Centro de Proteção Animal Fazenda Modelo. O secretário de Proteção e Defesa dos Animais, Flávio Ganen, repudiou veementemente a ação do agressor, enfatizando que a agressão a animais é crime, passível de até 4 anos de prisão.

Este episódio chocante reacende a discussão sobre a necessidade de medidas mais rigorosas e efetivas para punir casos de maus-tratos a animais. A sociedade civil e as autoridades competentes têm papel fundamental na defesa e proteção dos animais, garantindo que casos como o de Francisco não fiquem impunes.

É fundamental que a população denuncie casos de maus-tratos aos órgãos competentes, como forma de combater esse tipo de violência e garantir o bem-estar e a proteção dos animais indefesos. A prisão de Luís Augusto é um passo importante para a justiça e para conscientização da gravidade desse tipo de crime.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo